É um enigma, com certeza. Uma hora seu gatinho amado está todo satisfeito com você fazendo carinho onde ele mais ama, e logo em seguida, quando você menos espera, lá estão os arranhões no seu braço ou as marcas de dente.

Você não está sozinho. Muitos tutores de gatos chamam esse comportamento comum de “Mordida de amor”, mas especialistas em comportamento felino têm dado um nome mais formal: Agressão induzida por Carinho, e é um tema pouco conhecido.

Normalmente, um gato amigável procura atenção humana, nesses casos, para suprir uma necessidade de atenção por não receber atenção por um determinado tempo. Tutores descrevem estes gatos como se mudassem de “amigáveis” para “ferais” como se um interruptor de luz fosse ligado.

Algumas possibilidades têm sido propostas para explicar por que os gatos podem fazer isso:

1- Pode ser uma manifestação da chamada Agressão induzida por Carinho, em que os gatos procuram controlar uma situação e mostrar quem está no controle.

2- Pode haver algum estímulo negativo significativo associado a ser acariciado em uma certa região que afeta estes gatos em particular.

3- Estes gatos podem ser especialmente sutis em deixar os seres humanos saberem quando está infeliz, de modo que sua mudança de atitude parece mais brusca do que ela realmente é.

Seja qual for a causa, a boa notícia é que este comportamento não significa necessariamente que você não pode interagir com o seu gato. Observe-o e tente encontrar seu limite, assim, talvez você consiga saber o ponto exato onde precisa parar antes de levar uma mordida 🙂

Fonte: Vetstreet

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...
  • Elke

    Eu acho que é bem próprio deles… felino kuando brincam entre si, mordem e arranham… e kuando namoram também, a gata da´uma canseira no gato, bate, morde, arranha e grita, eles devem gostar de amor selvagem mesmo rsrsrs

    • Vinicios

      Um antigo gato meu fazia isso, ele não gostava que ninguém fizesse carinho na perna e na barriga.
      Mas de resto, os gatos gostam de brincar assim com uma leve agressividade… Rsrsrs

  • Iraleide

    A minha gata faz exatamente isso, quando acho que ela tá gostando do carinho, ela derrepente agarra minha mão ou braço e morde e arranha e chaga até a sangrar. Mais nem por isso deixo de dar aquele beijo nela e abraçar mesmo que seja a força. Rsrsrs ????

  • ana

    Meu gato brinca mordendo com a outra gata, então, deduzi que quer brincar.

  • Roger

    Talvez não seja nada disso, descobri outro dia, fazendo carinho no meu gato, que a minha mão acumulava uma carga elétrica quando eu passava a mão ao longo do corpo dele, e quando eu repetia o movimento, ao encostar na cabeça dele dava um estralo de energia estática. Ele se mostrava extremamente irritado! Quem sabe está desvendado o mistério!

    • carol

      Genial, esta desvendado!

  • mariane

    eu acho que o meu faz isso quando ele quer parar o carinho, tipo, deu! agora não quero mais! hahahaha

  • Ricardo Faya

    Eu penso bem diferente do que foi proposto, claro que é uma teoria, tenho gatos desde os 5 anos, os levava para casa e gostava tanto que meus parentes acabavam deixando e os bichanos se tornaram nossos bichos de estimação ao invés de cães, como era antes.
    Sua memória genética, é fortíssima, é muito claro que os felinos que não dispõem de todos os dispositivos que os mantiveram por todo este tempo no planeta não tem a menor chance, então assim como sempre procurar tampar suas fezes em qualquer superfície que seja até não sentir mais o cheiro dela, ele não consegue se desvencilhar do instinto de alimentar-se, atacando e abatendo sua presa quando ela acredita estar amiga do felino, sempre que uma presa(mão) relaxa o suficiente para que ele dê o bote bem sucedido, é virtualmente impossível ao felino resistir ao ataque.
    Minha teoria.

  • Cris

    A verdade é que ele nos vê como um grande brinquedo inesgotável de movimentos rsss… quando fazemos carinho neles no momento que eles nos procuram (sempre Assim), eles aceitam numa boa até um determinado tempo, depois desse limite de tempo eles já não querem mais o carinho, ou de fato nossas mãos se tornaram um brinquedo muito legal. Então a nossa mão se torna o brinquedo favorito, por isso não se deve usar as mãos como brinquedo. Tente ter um brinquedo ao alcance e assim toda vez que ele tentar morder estimule mostrando o brinquedo e use-o. Com esse treinamento simples vamos ter um gato que vai saber relacionar a mão que só serve para fazer carinho de um brinquedo (uma varinha com penas por exemplo). Aprendi isso a durar penas aqui rsss… minhas mãos e antebraços arranhados por muito tempo. Agora brincadeiras com as mãos estão proibidas aqui em casa. 😉 Abraços.

    • Jéssica

      Perfeito! Simplesmente isso. Eles nos vêem como um amigo felino gigante. Apenas querem brincar. São mordidas de amor e não fazem com a intenção de nos machucar.

  • Elisa

    Se prestar atenção, dá pra saber a hora certa de tirar a mão ou afastar a perna… A hora certa é quando eles começam a ficar meio “violentos” no carinho deles… Daí, tem q ser rápido pra se livrar da mordida… Eu chamo de “carinho de elefante”…

  • marcia

    Ele provavelmente esta se sentindo só, aconselho adotar outro gatinho,uma parceria p/ ele.

  • Márcia

    É verdade. Meu gato procura carinho, mas ao mesmo tempo fica um pouco agressivo, sempre que passo algum tempo fora. Qndo chego, agrado, dou carinho, afago, mas lá vem a mordida.

  • Graziela Barros Robert

    Acho que eles mordem depois de serem acariciados em deteminadas regiões, pois tenho um gato que acaricio muito a região da cabeça dele, e ele ama,mas quando começo a acariciar a região do corpinho dele, logo mostra sinais de incomodo e me morde.

  • fernanda

    Gente eu tinha uma gata, a Ágatha peguei ela já grandinha tinha uns 5 meses, minha tia criava ela solta não pegava muito no colo pois tinha uns 5 gatinhos mas cuidava super bem de todos, ela era calma e dócil sempre, adorava um carinho e não mordia, mas adorava sair muito pra passear eu ia castrar ela por aqueles dias mas em seguida ela foi atropelada e não resistiu :/. Logo depois pegamos aqui em casa outra gatinha só que diferente da Ágatha esta era bebe ainda, se chamava Pimpolha porque desde pequena era muito sapeca adorava morder, pois sempre até hoje já esta com 1 ano e ainda é agressiva e não gosta de colo nem de carinho. Cheguei a conclusão que o gato quando é pego bebe ou grandinho que é rodeado por muita gente que fica o pegando, mimando e fazendo muito carinho, acaba crescendo e ficando digamos que “enjoado de muita melação com ele” e acaba que ficando um gato agressivo. Então na minha opinião é isso, e outra coisa que a pimpa não gosta é de visitas aqui em casa e nem de criança ela fica super agressiva e se esconde onde ninguém possa pegar ela, e também fica com o rabo balançando se sentindo incomodada com a presença daquelas pessoas em casa até por que em casa é só eu e meu marido ela é acostumada com silêncio rsrs. Agora ela tem um maninho o Bolinha também pegamos ele bebe, já esta com 4 meses ele é muito mimoso, ama um carinho, faz um rom rom super alto e quanto mais mimamos mais ele quer ser mimado.. Bem diferente da pimpa será que é porque ele é um “gato”. Tenho muitas perguntas precisando de respostas rsrs..

  • fernanda

    foi meu comentário ?

  • Thaís

    Só fico me perguntando até que ponto dá pra encher o saco do gato. Tipo, minha gata morde e arranha de uma forma até meio suave nesses momentos, diferente de quando a gente tira ela de uma briga, por exemplo, então eu geralmente não do muita bola. Mas vai saber.

  • Bruna

    O gato da minha mãe ele gosta de morde os pé dela

  • Marcos stiloso

    Acho que são muitas teorias. Mas na minha opinião os bichanos só querem partir para uma brincadeira mais instintiva quando cansam do carinho convencional. Minhas gatinhas fazem isso mas nunca elas mordem ao ponto de ferir. No entanto, claro, respeito o limite delas. Quando percebo que a coisa tá ficando mais “animal” é a minha deixa pra sair fora.

  • Denis Machado

    Tive um gato assim, não podia pegar nele que logo ele miava e me mordia, passei a não fazer mais isso e quando ele alcançou certa idade isso passou… A minha solução foi ter paciência

  • Douglas Villar

    Pelo contrário meu gato n morde e nem arranha… Ele me dá cabeçada no rosto..kkkk

    • Marília Silva de Morais

      O meu tbm! Kkkkk

  • Awdrey

    Minha gata faz isso mas em seguida pede mais carinho eu vejo isso normal comum ja estou a costomada e a mordida nem doí e nem deixa marca pois ela da umas mordidinhas e treme sabe pra não machucar e em seguida pede mais carinho qdo não ate deita de barriga pra cima pra fazer carinho acho que depende de gato pra gato cada caso e um caso neh como disseram varias teorias varias motivos…

  • Ricardo Jorge

    Eu acredito que seja o mesmo que quando nós humanos atingimos o limite máximo da vontade de abraçar e apertar até esmagar de amor os Espanhóis utilizam muito a expressão “Que te como” ou seja gosto tanto de ti que tenho vontade de te apertar e comer eu acredito que seja por ai de todas as formas eu adoro esse momento que on nossos bichaninhos perdem o control e apos essa explosao de emoção voltam ao mesmo …

  • Cleuza Daros

    Isso não é enigma para mim.Eu percebi que: os gatos que fazem isso, são os gatos que FORAM DESMAMADOS MUITO PEQUENININHOS. Algo acontece no Psicológico ou na química do cérebro, dando a desconfiança e se irritando quando alguém agrada ou faz carinho. Eles se irritam de repente, numa explosão de fúria. E eu não condeno esses gatos, pois isso está além do querer.

    • VASH 0K

      Isso é uma teoria interessante, porém deve ser estudada com uma amostra significativa para poder ser afirmado!

    • Juliana

      Isso faz muito sentido… o.o

    • Bruno Rocha

      Faz sentido, a minha gata é exatamente assim e eu a encontrei no mato, quando ela ainda tinha pouco menos de um mês

    • Andressa Souza

      Bem interessante! Minha gata perdeu a mamãe com poucos dias de vida e ela é bem agressiva, as vezes nem estamos olhando ela e ela nos ataca. Queria muito uma forma de mudar esse comportamento pois acabamos ficando com medo dela.

    • Fernanda Costa

      Meus gatos quebram a sua teoria. São irmãos, foram desmamados juntos, mas a fêmea faz isso e o macho não.

      • Priscila De Faria Gaspar

        Tenho vários gatos muito dóceis, que jamais mordem, outros que dão mordidinhas de amor. Observo que está relacionado a regiões do corpo em que não gostam de ser tocados, como a barriga e próximo à cauda. A intensidade do toque também interfere. A resposta é variável de um gatinho pra outro. Cada um tem uma personalidade, um grau de tolerância, um tipo de brincadeira que aceita e que não aceita. Mas tive, há muitos anos, um gato que ficava muito, muito bravo mesmo! Repentinamente…. Do nada passava a me atacar. E era só comigo, a única pessoa em quem ele confiava, pois era medroso e não se aproximava de mais ninguém. Cuidei dele desde filhote, muito doente, arisco, sempre medroso. Vinha no colo, pedia carinho e depois atacava feito onça. Extremos de amor e ódio que nunca entendi…

    • Vanessa Rocha

      Eu discordo. Cansei de amamentar gato na seringa de tão pequenos q eram e não tinham esse comportamento. Oq acontece, creio eu, do tipo de brincadeira q nós humanos fazemos com o bichano. Tem gente q gosta de brincar com o gato fazendo cócegas e balançando suas cabeças, aí os bichos ficam perturbados

    • Bruna Zwirtes

      Quase todos meus gatos mamaram até a mãe aceitá-los, mas são assim também. Tem partes do corpo deles que não posso tocar e, uma delas, não quer gente perto enquanto está comendo.

    • Marcelo de Assis

      Aqui em casa tenho vários “fofos agressivos” e não teve nada a ver com isso. Alguns são irmãos e fazem isso de morder com menos frequência que outros.
      Com certeza não é isso de desmamar cedo.

    • Marcos Faria

      A minha é assim tb…desmamou cedo e ainda quando a peguei na rua…ele mamava na própria tetinha…:)

    • Yasmine R. Nunes

      Muito boa tua observação! Obrigada!

    • Yvanna Carla

      Cleuza Vc tem razão peguei a minha com 7 meses na rua r ela age assim….

    • Pedro Pimentel

      É uma boa teoria, mas já vi várias exceções. Há pouco mais de um mês por exemplo, eu resgatei um gato filhote macho na rua. Era um dia de chuva e ele estava sozinho. Deveria ter pouco mais de um mês de vida. Ele ficou aqui apenas dois dias porque o doei pra minha vizinha e durante esse tempo ele foi absolutamente carinhoso. O mesmo acontece até hoje com sua dona.

    • Paulo Santos

      Adotei duas filhotinhas siamesas irmãs que já estavam desmamadas e foram castradas.. a minha é muito carinhosa, não arranha adora um colo, até pula em você para ir no colo, anda com a gente de carro, etc.. a da minha mãe já é bem arisca… gosta de carinho só no tempo dela, curte colo somente por uns 10 segundos e já começa morder para descer… eu acho que isso se da na criação mesmo.. a minha gata fica sozinha no apartamento e quando chegamos em casa esta super carente de carinho e atenção.. já a da minha mãe nunca fica sozinha…então acho que por isso é menos carinhosa… mas é uma ótima companheira e nunca sai de perto da minha mãe…

    • Felipe Muniz

      Só consigo ver o gesto da mordidinha enquanto fazemos carinho como uma tentativa de retribuir. Como devolvem o carinho deve depender de cada gato e de sua relação com seu dono, como o da cabeçada no cara do comentário acima, Afinal, eles não tem prática com movimentos de interação sutis. Brincadeiras com outros gatos tem, como principal, mordidas e arranhões, e a coordenação motora deles parece atrapalhar, mas tenho certeza que eles nos fariam um cafuné no pescoço se conseguissem! =)

    • Neilson Sousa

      Concordo com vc cleuza e ja percebi isso ,tenho 2 gatos e um deles vi seu parto ,seu crescimento e quando ele desmamou no tempo certo e a outra achamos na rua .O gato e realmente mais docil que a gata com certeza…

    • Mariana Nunes

      Meus gatos viveram a vida inteira com a mãe ao lado e foi ela quem os desmamou naturalmente quando achou necessário, todos os meus gatos fazem isso de morder do nada no carinho, então creio que não tenha nenhuma ligação entre gatos desmamarem cedo e o surto no meio do carinho

    • Regina Planella

      A minha pequena divindade foi abandonada com 1 mês de idade … nem comia ração ainda …
      E apresenta esse comportamento.
      A bos notícia é que resolvi aplicar algumas das técnicas do Jackson Galaxy e ela melhorou muito. Eu brinco com ela de 2 a 3 vezes por dia … a sessão de brincadeira dura uns 15 minutos mais ou menos … a noite que disponho de mais tempo até ela cansar … 😉

    • César Boiani

      Creio que tua teoria é válida, tenho um gato que foi desmamado com 25 dias e apresenta este comportamento, ele é dócil, brincalhão, mas, ao receber carinho, simplesmente muda bruscamente e começa a morder.

    • Andreia Gomes

      verdade….meu gato é assim e foi desmamado muito cedo, peguei ele na rua com 30 dias, foi abandonado … eu li na net, que isso acontece pq a mãe não teve tempo de educar, colocar limites, dai eles ficam estúpidos, mas amo ele mesmo assim…<3

    • Sandra Garrido

      verdade o meu gatinho tinha 45 dias quando peguei ele.
      e é bem doidinho mesmo.
      vivo toda mordida e arranhada.
      mas amo o meu amadinho.

    • Gilvan Mendes

      Pode ser mesmo, pq o meu faz isso e eu o peguei na rua pequeno, e dá cada mordida forte que não é brincadeira, os outros já não fazem isso.

    • Ronaldo Marcos

      Mas tem uma coisa, as vezes eles fazem isso com um e não com outros… dizem que eles tem comportamentos diferentes para cada pessoa da casa… e aqui em casa as vezes ele já chega na minha mãe querendo morder, e não é por estar bravo, as vezes ele se joga nos pés virando a barriga para cima esperando que acaricie e quando faz começa a morder, então não é porque ele está bravo por estar incomodando, pois ele procurou, mas não faz com outros por fazer a mesma coisa.

    • Thamirys Oliveira

      Verdade! Achei minha gatinha muito pequena e hoje ela morde e arranha qualquer um q tenta fazer carinho nela.

    • paulo sergio alves

      Também já percebi isso.

    • Debora Cristina

      Exatamente como o meu.

    • Mariana Oliveira

      Ola Cleuza, nao posso concordar com a sua teoria pois tenho dois gatinhos que sao filhos da minha primeira gatinha e mamaram sempre até ao desmame natural da mamã, e eles têm esse tipo de comportamento , dai achar que deve ter outra explicação, de qualquer forma sao fofinhos na mesma , um beijinho.

  • Isabela Silva

    Meu gato sempre faz isso, porém o mais estranho é que ele não morde quando o carinho já está passando dos limites mas quando faço carinho por menos de 30s, sempre em regiões que a maioria dos gatos se sentem confortáveis.

  • Como sempre, tudo que gira em torno desses pequenos animais chamados gatos é misterioso. Há sempre mistério em torno deles.

  • Aline Bender

    Todos os meus 5 gatos fazem isso, em cada um observo um motivo diferente. O mais velho se encaixa no caso 2, a gata no caso 3 e os outros no caso 1. Acredito que o humor do felino seja a maior causa de variação entre os comportamentos.

  • Lidiane Castro

    O meu fica de tocaia. Quando sinto. Já foi a mordida ou arranhão nas pernas ?

  • Ricardo Ferreira

    O minha fazia isso, impôs minha repulsa a ela a tal atitude, com xingões e as vezes tapas na bunda, como uma criança mesmo… ela era perigosa, as vezes mordia no rosto com raiva, 1 vez ela fez isso em mim, apanhou tanto, mas tanto, hoje é um doce com todos, principalmente comigo, não tenho qualquer medo de enfiar a cara nela e me esfregar, temos um respeito mutuo, impôs minha vontade acima da dela na força é um animal e entendo que ela deve ser tratada como tal nessas questões, hoje sei bem que sou visto por ele como lider, chefe a ser seguido, ela implora por meus carinhos, as vezes morde, mas super leves e tranquilos, acredito que as pessoas tratam eles como brinquedinho medo de educar, são animais e vc deve tratar os problemas com ele ao mundo dele, se ele te morde com raiva e vc recua mostra inferioridade perante o animal, ele aprende a te dominar, nunca me diminui perante a minha gatinha, mostrei mais força e valentia que ela, apanhava e a mostrava que não gostava das atitudes delas com tapas, isso durou uns 4 meses, mudou da agua pro vinho completamente, hoje ela é um amor!!!

  • Eliú Cardoso

    Eu amo amo amo meus gato-filhinhos, mesmo com mordidas, arranhões… o que deixou-me intrigado foi o gatinho de um amigo, eu estava fazendo carinho nele e do nada ele mordeu-me e depois de uns 20 minutos parte da minha mão começou a ficar dormente e dolorida. Tive que tocar remédio para aliviar a dor rsrsrs

  • Rose Mossmann Sortica

    gatos são felinos, mantêm seus instintos selvagens. a gente pensa que são domesticados, mas não são. eles apenas nos “toleram”, não são submissos. acho que as vezes eles mordem pq não estão dispostos ao toque. outras vezes sentem cheiro ou alguma outra energia “invisivel” a qual não respondem bem. nao esqueçam que trazemos energias sutis grudadas em nós, e os felinos hipersensitivos percebem e rejeitam. os gatos são capazes de transmutar energias, e reagem a elas. é o que percebo no meu gato.

  • Felipe Muniz

    Só consigo ver o gesto da mordidinha enquanto fazemos carinho como uma tentativa de retribuir. Como devolvem o carinho deve depender de cada gato e de sua relação com seu dono, como o da cabeçada no cara do comentário acima, Afinal, eles não tem prática com movimentos de interação sutis. Brincadeiras com outros gatos tem, como principal, mordidas e arranhões, e a coordenação motora deles parece atrapalhar, mas tenho certeza que eles nos fariam um cafuné no pescoço se conseguissem! =) É a minha opinião.

  • Felipe Muniz

    Só consigo ver o gesto da mordidinha enquanto fazemos carinho como uma tentativa de retribuir. Como devolvem o carinho deve depender de cada gato e de sua relação com seu dono, como o da cabeçada no cara do comentário acima, Afinal, eles não tem prática com movimentos de interação sutis. Brincadeiras com outros gatos tem, como principal, mordidas e arranhões, e a coordenação motora deles parece atrapalhar, mas tenho certeza que eles nos fariam um cafuné no pescoço se conseguissem! =)

  • Lucas Lopes

    O meu morde pra dar carinho :v

  • Tania

    A minha gata ficou muito agressiva depois que castrei, mas agora após um ano esta mais mansa, mas nao me arrisco…Outra coisa que ela não gosta é quando ela acabou de “tomar” banho, aqueles das lambidas pelo corpo todo, e eu passo a mão tentando fazer um carinho, a impressão que da é que ela fala: “Pô, acabei de me lavar e vc passa essa mão “suja” em mim”…rs…aí ela fica braba e tenta me morder…

  • Daniel Araujo Maciel

    use 2 meias grossas na mão e divirta-se. Não machuca e o gato vai adorar.

  • Roberto Neves

    Adotei três gatas e cada uma tem um comportamento diferente, mas todas me dão dentadas (que nunca me ferem), em momentos e situações diferentes.

  • Lubiashiy Bublanski

    Meu gato só me morde se eu o acariciar onde sente dor. Às vezes ele briga com outros gatos, ou cai e se machuca e eu não sei, pois não vi acontecer. Daí se passo a mão no local dolorido, ele segura minha mão com as patas, cravando levemente as unhas, se eu insisto, ele rosna e me morde. Mas é mordida leve e breve. Tipo: “Não toca aí que dói.” Outras vezes está com dor ou mal estar por algo que comeu e não caiu bem. Acontece. Em geral, nessas ocorrências (machucados, torções, mal estar, pancadas, arranhões…) eles querem colo, mas não querem ser tocados. Fico atenta e observo se precisa de alguma medicação ou uma ida ao veterinário. Noutras ocasiões que podem ocorrer mordidas e cravar as unhas das patas dianteiras puxando minha mão e darem pequenos “coices” com as patas traseiras, que arranham meu braço, sei que é só brincadeira de luta. Gatos brincam assim entre eles. Entretanto se as pupilas estiverem dilatadas, os pelos arrepiados e o rabo balançando em pequenas chicotadas, cuidado, ele está com medo ou irritado e vai machucar mesmo e depois fugir.

  • Naldira Perini

    Bem, meu gato foi desmamado pela mãe, quando o adotei já tinha 2 meses. O fato é que ele adora carinho, cafuné então, se tiro a mão ele vai atrás dela e esfrega a cabeça, mas sempre me arranhou e mordeu ,mas depois que adotei uma gatinha, o comportamento dele mudou, antes eu nem sabia qual som tinha o miado dele, agora passa a vida chorando pela casa, dando uns miados horrorosos, só para quando encontra ela ou quando está dormindo e isso não é só quando ela está no cio, é na gravidez dela, antes e depois, além desses miados, ele do nada, se passo perto, ele me ataca como se fosse um cachorro e me morde, mas continua sendo carinhoso nas horas que está calmo e muito manso.

  • Natielle Bruna Manteufel

    Engraçado que a minha na verdade faz isso pede carinho quando dou depois de um tempo me morde e ataca digamos assim meu braço, ai eu automaticamente paro e ela vem pedir carinho de novo e voltamos a mesma coisa faço carinho ela deita e me ataca, e assim até que ela vai dar sua volta ou quando realmente cansar.

  • Samuel De Oliveira

    Sempre achei que era uma forma de brincadeira O.o

  • Leonan Carvalho Guerra

    Pelo o que observo esses momentos são apenas treinos para lidar com a presa, você pode até chamar de brincar, mas o intuito real é lidar melhor futuramente com a presa, o seu braço ou mão, tende a ser o mais parecido com uma presa por causa do movimento, instigando esse comportamento. Prova disso está nesse vídeo https://youtu.be/jAoleYuT474?t=9m11s, aos 9:11 ele está apenas treinando não está interessado em comer a presa, que exatamente o que faz com seu braço/mão, nos outros momento do vídeo o gato está realmente caçando. Também da para observar que o gato usa as pernas traseiras como proteção, pois a barriga fica vulnerável nesse momento. De forma alguma vejo isso como uma agressão, os gatos não mordem para valer nesse momento. Ou seja:
    1: Agressão induzida por Carinho não faz sentido nenhum, pois não é uma agressão.
    2: Não há estimulo negativo, o gato não vê seu braço como você, ele apenas “vê” o seu movimento.
    3: O gato não fica infeliz nesse momento, ele foi simplesmente induzido a isso.

    Temos que ver que o carinho humano é diferente que eles tem entre si, ele pode acabar induzido comportamentos diferentes.

    Você pode percebe que quando está realmente agressivo ou descontente, quando ele parte para a patada, pois ele não quer comer apenas agredi, bem diferente de quando ele apenas “morde”.

  • Fabiano Saldanha

    Eu gosto das mordidas!

  • Victor Hugo

    Eu adotei uma gatinha a pouco tempo. Ela apareceu aqui em casa com fome e desnutrida, comecei a alimenta-la e para minha surpresa ela está prenha! Ela é muito carinhosa… Anda atrás de mim e aceita carinho o tempo todo! Porém quando estamos no meio do carinho ela da leve mordiscadas caso eu pare de fazer o carinho, não dói, mas assusta pq sou dono de cachorro e não estou acostumado com isso, do nada me vi dono de gatos também é estou aprendendo como lidar com a situação. Uma coisa é certa, na barriga eu não posso encostar nem passar perto, pq aí a arranhada e a mordida é foda!

  • Moroz

    Vivi minha vida inteira com gato de animal de estimação, cheguei a ter 11 gatos, mas esse comportamento é comum e todos têm, só que eles demonstram apenas em quem confiam, em seu Dono fiel. É só notar em casais, ou em mães que no momento de ternura tem aquela vontade descontrolada de beijar e apertar seus parceiros e filhos, pois esse comportamento felino tmbm é observado em suas crias, elas fazem o mesmo com filhotes só parar e observar, tmbm pode ser notado que na maioria das vezes que o gato faz isso em sua mão, após fazer o carinho ele lhe dá algumas lambidinhas no local.
    Então acalme-se é apenas um momento de descontrole de felicidade dele!

  • Se tem um milhão de opções acaba não respondendo a nossa pergunta… continuei na dúvida. kkkkk

  • Carlos Ronaldo Lopes

    O meu faz isto também. Quando percebo que ele está mudando, levantando orelha, me olhannnnndo, saiu correndo. Do o fora. Ele fica muito nervoso quando não pode atacar. Já coloquei um obstaculo na frente, um pano me protegendo, e ele ficou muito bravo.

  • Rodrigo Neves

    Nossa depois de ler inumeros comentários fiquei triste de constatar como os gatos são abandonados pelas pessoas. A maioria aqui encontrou o seu gato largado em um lote, na rua ,,,etc. Inclusive o meu que eu encontrei na rua e devia estar com 1 mês, na epoca.

  • Jaqueline Chioccarello

    A minha gata é filha de uma gata feral que a abandonou porque ela foi a última a nascer e não tinha força pra aprender a caçar . Como ela nasceu no trabalho do meu marido e minha outra gata havia falecido há 22 dias; ele a trouxe pra mim. Ela sempre foi brava e me morde e arranha o tempo todo,mas a noite quando vou dormir,ela se aninha no meu peito e pede carinho; o que ela fazia quando era bebê. Eu a amo tanto,que não me importo de viver cheia de arranhões e sei que ela me ama também e me considera uma gata,pois brinca comigo exatamente como os gatos brincam um com o outro.

  • Saulo Cunha Reis

    Sempre aconteceu comigo. Mas foi dito na matéria, tem q saber os limites do gato.

  • Cobal Cearas

    Pois taí que eu adoro as mordidas dos meus gatos! KKK

  • shabby

    Eu tenho dois gatos, e fiz um teste com ambos.

    o meu primeiro gato tem 2 meses de diferença do outro.
    Quando o meu primeiro gato tinha cerca de 1 mês, ele estava recebendo carinho, e resolveu me morder, até ai tudo bem, mas então ele mordeu com muita força, de forma descontrolada e para machucar mesmo.

    Então eu peguei ele, de uma forma que ele percebesse que eu sou realmente gigante e a força dele é incomparável a minha, trouxe ele perto do meu rosto e acariciei ele com o nariz, ele então mordeu meu nariz novamente com muita força, nesse momento, eu agi como por instinto, dei um tapa no rosto dele pelo lado direito.

    Nunca mais ele me mordeu, e essa foi a unica vez que precisei literalmente me incomodar com ele, e dos dois ele é o mais tranquilo e obediente hoje.

    O meu segundo gato, quando chegou era muito arisco, tinha medo de tudo, e grunhia por qualquer coisa, ele não me aceitava na boa, então eu novamente demonstrei que eu era extremamente mais forte que ele, porém, apenas forçando ele a ficar perto de mim (colado comigo pra ser mais preciso).

    Hoje ele é o mais carente, porém o mais ordeiro, fuça em tudo, sobe na mesa, rasga sacolas, me arranha e me morde, mas sutilmente.

    O meu primeiro gato, não sobe na mesa, não fuça no lixo, é bem mais comportado, porém tem a mania de cagar em qualquer lugar, costume que aprendeu com meus cães, e que hoje não moram mais comigo.

    Daí uma analise, eles aprendem com demonstrações de poder, em níveis de demonstração baseados no comportamento deles, e isso repercute na forma que irão se comportar no futuro.

    Outro exemplo:

    Já presenciei um gato já com 3 anos, que era muito bravo, e eu sei, que ele sempre foi maltratado, o dono dele chutava ele, deixava ele trancado no quarto com as luzes apagadas por muito tempo, não dava afeto ao gato.

    É bom ter em mente que gatos tem sentimentos, e isso significa que eles merecem respeito também.

  • Leonardo Lacerda

    minha gata faz isso pra chamar a atencao msm, se eu passar muito tempo sem dar atencao pra ela, ela faz isso

  • Maria Souza

    a minha fica perto de mim e no colo direto ,dorme e é carinhosa mas quando da 23hs ela começa pega fogo ataca morde meu pe´.,mao,,sobe no topo da estante derruba o que estiver por la.arranca minhas flores,fica ligada no 220 ate madrugada fico ouvindo ela quebrando e corre tanto que se bate .de manha parece que passou furacao na casa.