Quem já foi lambido por um gato sabe como a língua deles é extremamente áspera, como uma lixa. Se pararmos para olhar bem de pertinho, dá para perceber que as papilas dos gatos são como pequenos espinhos feitos de queratina, voltados para dentro. A queratina é o mesmo material que compõe os espinhos dos pênis dos gatos como também, as unhas dos humanos.

Sob um microscópio, a língua de gato parece uma superfície cheia de milhares de farpas  minúsculas. Embora concedam essa textura bem “asperosa” ao órgão felino, as papilas desempenham um papel importantíssimo na vida de um gato.

Se você é o humano de um gatinho ou já passou muito tempo em torno de um, sabe que os gatos tendem a ser bem cuidadoso com os seus pelos. Muitos gatos passam muito tempo todos os dias embelezando-se. E como eles fazem isso? Eles se arrumam com as línguas, e as papilas agem da mesma forma que uma escova.

 

Uma engenheira passou a estudar a mecânica do movimento da língua de seu gatinho e a sua equipe de estudo chegou à uma importante constatação: enquanto os gatos se lambem, os espinhos de sua língua se prendem aos nós e emaranhados dos pelos, como se fossem ganchos. Com os movimentos da língua, o felino consegue torcer e girar os nós, o que acaba fazendo com que eles se soltem.

 

Graças ao ângulo das papilas gustativas, os pelos não ficam presos na língua: uma parte é engolida, a outra é cuspida foraÉ por essa razão que de tempos em tempos, os gatos expelem as famosas bolas de pelos, aqueles fios que vão se acumulando em seu estômago a cada “escovada”. 

Esses espinhos gustativos também são muito úteis para caçar e comer. Embora os gatos tenham maxilares fortes, as papilas ajudam os gatos a segurar a presa em suas bocas. Quando chega a hora de comer, as papilas também ajudam a pegar pequenos pedaços de comida que de outra forma poderiam ser perdidos ou desperdiçados!

 

Incrível, não é mesmo? 🙂

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...