A idosa Suely Azize, 64 anos, foi denunciada pelos vizinhos por causa da quantidade de gatos que criava em casa, e teve que se retirar de imóvel no bairro Parque 10 de Novembro, no município de Manaus , no último Sábado (27 de Janeiro).

Ao todo, haviam sessenta gatos no local, que acabaram sendo despejados juntos com a moradora.

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) foi até o imóvel, após a denúncia, e propôs que Suely assinasse uma autorização para eutanásia dos animais, pois alegaram não ter espaço físico para eles, mas Suely se negou a assinar o documento. 

A ONG Pata disponibilizou um lar temporário para os animais enquanto Suely consegue uma nova casa para morar.

“Eu tive que sair na sexta à noite, levei somente a mobília. Eu não quero me desfazer dos animais, quero um abrigo para eles até quarta-feira, dou alimentação. Vou verificar uma casa, só preciso dessa ajuda”, afirmou.

A vereadora Joana D’arc, presidente da ONG Pata, afirmou que vai verificar a situação do processo. De acordo com ela, é uma situação estranha o CCZ tentar fazer com que a idosa assine um documento de eutanásia e ressaltou que o animal só pode ser eutanasiado se estiver morrendo e sem condições de ser tratado.

Os integrantes da ONG Pata se comprometeram em castrar todos os animais. Em acordo com a idosa, ficou decidido que os animais serão disponibilizados para adoção. Os interessados podem ligar para os telefones (92) 99111-0791 e (92) 99314-3373.

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...