Pode parecer estranho para alguns humanos, mas gatos também são apegados aos seus itens pessoais. Eu mesma sou muito apegada a minha caminha de gato, odeio dividi-la com meus irmãos felinos. E isso não é muito diferente com meu amigo Diego, que se apegou a um porquinho de pelúcia. Não vive sem ele.

Diego, que é um gato “diferente” dos outros, mas não inferior, tem alguns problemas de saúde que o impedem de desenvolver seu crescimento, logo é um gato bem menor que os outros em geral. Sempre muito brincalhão, tinha diversos brinquedos, até que ganhou de presente a tal da pelúcia. Segundo o próprio, foi amor à primeira vista, não consegue mais ficar sem brinquedo.

O apego foi tanto que sua rotina passou a ser também, a rotina do brinquedo: dormem juntos, acordam juntos, sendo o gato o veículo do brinquedo. A pelúcia é carregada para todo canto. Infeliz é o momento em que o brinquedo some. O bichano fica miando pela casa até que seja encontrado. Uma vez, o porquinho de pelúcia sumiu por dias, o que deixou Diego muito triste. Para tentar amenizar o problema, seus humanos deram a ele um travesseiro rosa enquanto procuravam pelo porquinho. Diego, um pouco relutante, aceitou o travesseirinho dormindo com ele até que encontrassem seu brinquedo favorito. Não se sabe o motivo de tanto amor pelo porquinho de pelúcia, mas nada mais sincero do que o amor de um gato.

Aurocat, líder suprema da dominação mundial felina.
Venha visitar nossa loja online e nos ajude a financiar nossa conquista.

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...