Bichanos do mundo todo, uni-vos! É o começo da dominação felina. E, para incentivá-los, vou explicar como podemos tomar as rédeas do mundo com coisas bem simples. Na verdade, por meio de grandes atos de rebeldia, os humanos não contam com nossa astúcia. Um bom exemplo disso, é o que esse gato fez na Inglaterra: simplesmente, decidiu que iria ficar em cima da prateleira de um mercadinho local.

Não importa quantas vezes os humanos tentem tirá-lo de dentro do mercado, ele sempre volta. A expulsão acaba provocando a ira do bichano, que retorna ainda mais irritado, mas sem deixar de ser fofo. Segundo os funcionários, o gato começou as visitas no ano de 2015.

Cheio de si, entrava no local como se conhecesse todo mundo, foi então que, subiu em uma das prateleiras e ficou por lá mesmo. Inicialmente, a atitude do bichinho não foi bem vista, já que os funcionários sempre o expulsavam. Mas, gatos são persistentes, por isso continuou voltando e nunca desistiu de ficar em cima das prateleiras.

O caso aconteceu em um mercadinho da rede Sainsbury. Para conseguir manter seu posto no lugar, precisou desenvolver uma técnica para voltar passando despercebido pelos seguranças. Não se sabe os motivos pelos quais o gato decidiu se manter dentro do estabelecimento, no entanto, o que importa na história é sua dedicação para isso.

Segundo uma moradora, o bichano mora em uma casa da região. Sendo que, sua obsessão pela loja acabou o afastando de seu lar. Os humanos do mercado já até desistiram de expulsá-lo, visto que o bichinho ficou tão famoso, que agora é atração turística do mercado. De alguma forma, o dono ainda sai ganhando com a presença dele, pois mais humanos entram para comprar, e claro, conhecer o gatinho.

Hoje, o bichano segue sua rotina de invasões. Então, espero que você, bichano, se inspire na história e escolha um lugar de sua casa para chamar de seu, independente da opinião do humano. Afinal, uma hora ele vai ceder o lugar.

Aurocat, líder suprema da dominação mundial felina.
Venha visitar nossa loja online e nos ajude a financiar nossa conquista.

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...