Muitas vezes, pensamos em gatos como animais preguiçosos que passam seus dias dormindo como se não houvesse amanhã. Com um estilo de vida aparentemente tão fácil, o que poderia estressá-los???

A verdade, é que existem muitas situações que podem causar estresse nos gatinhos – desde algo grandioso, como a mudança para uma nova casa, até algo bem simplório, como uma folha voando enquanto o gato está comendo.

Ocasionalmente, o estresse é algo natural para um gato, mas a ansiedade constante é um problema grave, e infelizmente, seus sintomas são muito fáceis de serem ignorados ou confundidos com outros problemas.

Por isso, é super importante você estar atento aos sinais que o seu gatinho pode estar transmitindo a você. A forma deles externalizarem seu estado de espírito é através do comportamento!

 

Conheça os sinais de ansiedade em gatos

  • Se esconder o tempo todo;
  • Agressão;
  • Vocalizaçãoexcessiva;
  • Letargia;
  • Vômito;
  • Mudanças no apetite ou em peso;
  • Necessidades fora da caixinha;
  • Comportamentos compulsivos, como grooming excessivo;
  • Comportamento destrutivo como arranhões de móveis;

Causas de ansiedade

O estresse humano é atribuído a inúmeros fatores psicológicos, físicos e ambientais, e o mesmo vale para os gatos. Introduzir uma nova pessoa ou animal de estimação para a família, por exemplo, pode ser estressante para eles.

No entanto, outros fatores podem contribuir mais para o surgimento da ansiedade em felinos. Por exemplo, os gatos que foram abusados ou remanejados várias vezes são mais propensos a sofrer de ansiedade.

Os gatos que não forem bem socializados enquanto filhotinhos também são propensos a ansiedade. É importante expor o filhote desde novinho a diversas interações e ambientes sociais antes das primeiras 14 semanas de idade. Os gatinhos que são mantidos isolados podem ser menos sociais e mais temerosos quando atingem a idade adulta.

A esterilização também é um fator que pode gerar ansiedade em gatos. Alguns estudos encontraram umaumento da timidezem gatos após a castração, especialmente quando é feito em uma idade muito jovem. No entanto, a castração é importante e essencial porque previne muitos outros problemas de saúde e controla a superpopulação dos gatos, por isso, não deixe de castrar os seus bigodinhos

O que é a ansiedade de separação?

Os gatos com ansiedade de separação apresentam problemas de angústia e comportamento quando separados de seu dono ou de um animal de companhia com o qual eles estão ligados.

Os gatos que sofrem deste tipo de ansiedade, muitas vezes, seguem seu dono de ambiente em ambiente e se misturam ou escondem quando o dono se prepara para sair da casa. Enquanto o dono dele está ausente, o gato pode se recusar a comer, passa a liberar as necessidades fora da caixa de areia ou praticar comportamentos compulsivos ou destrutivos. Após o retorno da pessoa, o gato pode ser excessivamente entusiasmado em cumprimentar seu dono.n>

Felinos que têm uma história de abandono ou devolução, são particularmente propensos a esse tipo de ansiedade.

Como tratar a ansiedade do seu gato?

Se o seu gato estiver exibindo um comportamento ansioso, fale com seu veterinário. Um bom profissional vai solicitar um exame físico completo para descartar quaisquer outras condições que possam estar causando o comportamento.

Se o seu gato é diagnosticado com ansiedade, medicamentos podem ser prescritos. Seu veterinário provavelmente fará recomendações sobre como você pode aliviar a ansiedade do seu gato. Ele ou ela pode até sugerir que você trabalhe com um especialista em comportamento felino.

Muitas vezes, fazer mudanças simples na sua rotina ou no meio ambiente podem aliviar a ansiedade de um gato. Por exemplo, se o seu gato sofre de ansiedade de separação, promover o enriquecimento ambiental na sua casa pode ser muito positivo!!!

O enriquecimento ambiental é a forma de promover um ambiente mais estimulante para o gatinho. Fornecer árvores de gato para escalar, caixas para brincar e uma caminhas de janela, ajudam a manter seu gato fisicamente ativo e mentalmente estimulado até você retornar.

Você também pode querer considerar a adoção de uma novo gatinho como companhia, mas tenha em mente que nem todos os gatos ficarão à vontade com a adição de um novo animal.

Mais importante ainda, não reaja a um gato ansioso com gritos ou castigos ou bloqueando o animal em um local separado longe de você. Reagir negativamente, assim, só irá piorar a ansiedade de um gato.

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...