Em 2012, uma pequena gatinha de rua com quatro semanas de idade foi encontrada por uma senhora gentil na frente de uma casa abandonada em sua vizinhança. Ela estava completamente imóvel, mas se recusava a desistir de viver.

Quando ela chegou lá para pegar a gatinha, a senhora achou que ela morreria porque ele não estava se movendo. O agente de resgate tocou com cuidado suas minúsculas pernas para ver se havia algum movimento, mas a pequena não fazia um único miau e não demonstrou qualquer tipo de reação.

Após uma visita ao veterinário, os raios-x não mostraram ossos quebrados. O diagnóstico determinou que a gatinha havia sofrido uma lesão neurológica ou espinhal desconhecida, mas ninguém na época sabia se ela iria melhorar, mas a verdade é que todos decidiram tentar reverter a situação.

A gatinha recebeu o nome de Linky. Ela passou por um longo período de fisioterapia, que incluía de cinco a seis exercícios por dia, além de treinamento para que ela pudesse ir conquistando autonomia nas atividades mais corriqueiras do dia a dia, como se alimentar e beber água, além de fazer as próprias necessidades na caxa de areia.

À medida que o tratamento avançava, Linky continuava a progredir. Ele ganhou mais força e conseguiu dar seus primeiros passos. Esse emocionante momento foi registrado no vídeo a seguir:

A partir de então, parecia que todas as dificuldades haviam caído por terra e Linky começou a desenvolver a habilidade de caminhar cada vez mais! Hoje em dia, ela salta, pula, corre, senta praticamente como um gatinho normal.

Confira o vídeo de como essa linda garota se encontra hoje em dia:

 

Essa história não é incrível? 🙂

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...