Se tem algo que me parte o coração, são os bichanos que não conseguem encontrar um lar e ficam presos em abrigos. Há alguns dias ouvi a história da gatinha Monique, ela já estava em um abrigo em Londres no período de 121 dias e sem propostas de adoção. Pode parecer pouco tempo para alguns humanos, mas o tempo é diferente para nós gatos. Ademais, a média de residência nesse lugar é de 23 dias.

Foi daí que, decidiram organizar uma festa de aniversário para a bichinha a fim de atrair possíveis candidatos. Assim, Monique poderia amar e ser amada. A bichana, por sua vez, foi diagnosticada com o Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV). Por isso, não pode conviver com seus semelhantes, no entanto, isso não impede que tenha humanos. Sendo possível conviver tranquilamente com as pessoas.

Quanto aos riscos de transmitir a FIV, é evitar que o gato saia de casa. Ou seja, não difere do tratamento que os felinos já recebem, tipo: telar janelas; bloquear saídas e proibir “voltinhas”.

Já a bela Monique curtiu sua festinha junto dos funcionários do abrigo. Ela se encontrava preparada para encontrar um humano, mas não obteve êxito. Segundo os empregados do abrigo, além da beleza, a gatinha é muito carinhosa e brincalhona. Todo o evento foi preparado com muito amor e zelo. Espero que a FIV não tenha sido motivo para falta de candidatos, ainda mais sabendo que o gato pode ter uma vida normal a qualquer outro tendo os devidos cuidados.

Aurocat, líder suprema da dominação mundial felina.
Venha visitar nossa loja online e nos ajude a financiar nossa conquista.

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...