Há vários motivos para um bichano ser tornar antissocial. Principalmente, aqueles resgatados de rua, não se sabe a história deles ou pelo o que passaram. Por isso, peço aos humanos que tenham mais paciência quando um gatinho não se mostrar muito disposto a dar atenção.

Devido à falta de conhecimento, muitas vezes, nós gatos somo tachados de antipáticos, o que não é verdade. Amamos nossos humanos, não tenha dúvida.

Veja a linda história da gatinha Grace como exemplo, fora resgatada de um abrigo e não gostava de ter muitas pessoas ao seu redor, até que viu um bebê chegar em sua casa.  Mas, não pense que a bichinha teve afeto pelo filhote de humano de uma vez, houve todo um processo de adaptação.

Não que Grace desprezasse os humanos, mas para se aproximar deles, precisava que fosse no tempo dela. Ou seja, quando estava se sentindo à vontade, procurava os familiares, do jeitinho dela ou se afastava novamente. Seus humanos, muito compreensivos respeitavam sua decisão. No entanto, no momento da gravidez da tutora, todos se perguntavam qual seria a reação da felina.

Seus humanos, não achavam que a gatinha seria agressiva com o bebê, até porque nunca apresentou comportamentos do tipo. Há três gatas na casa, mas Grace era que mais se distanciava. No entanto, parece que o destino pregou uma peça, pois quando o filhote de humano Jensen nasceu, a bichana se apaixonou por ele.

Na chegada da criança, Grace se comportou como esperado: ignorou um pouco o evento. Entretanto, foi se aproximando dele e não desgrudou mais. Em pouco tempo, o pequeno Jensen se tornou seu humano favorito. Uma protetora do menino, acompanhando-o durante o sono e sempre procurando estar por perto dele, não conseguindo ficar nem um pouquinho longe dele. Grace e Jensen se tornaram melhores amigos. Incrível, não é mesmo?


Aurocat, líder suprema da dominação mundial felina.
Venha visitar nossa loja online e nos ajude a financiar nossa conquista.

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...