É verdade que, nós, gatos, somos seres belos por natureza, astutos e confiantes. Pode-se dizer até um pouco indolentes. No entanto, muitas pessoas talvez por ignorância, consideram alguns desses atributos como um sentimento de superioridade em relação a eles, o que não é verdade. Amamos nossos humanos e somos muito carinhosos.

E, por mais que duvidem da sinceridade das minhas palavras, estou certa do meu compromisso de defesa da nossa causa animal. Hoje, trago um estudo científico que melhor explica os motivos de alguns de nossos comportamentos. Algo que pode surpreende-los. Sabia que muitas de nossas ações são reflexos do comportamento de nossos próprios humanos?

“Mas como assim, Aurocat?”, você deve estar se perguntando. Quero dizer que, talvez a característica ruim que você vê em seu pet pode estar em você mesmo.
Para comprovar essa tese, venho falar de um estudo feito pela Universidade de Nottingham e pela Universidade de Lincoln, ambas na Inglaterra, que foi publicado na revista científica PLOS one, dizendo que o comportamento felino tem como base os humanos com quem convive. Segundo a análise, a forma como nos tratam como um membro da família faz com que criem laços conosco.

“É muito possível que os animais de estimação possam ser afetados pela maneira como interagimos com eles e os tratamos, e que ambos os fatores sejam, por sua vez, influenciados por nossas diferenças de personalidade”, afirmou uma das pesquisadoras do estudo, Lauren Finka.

O estudo foi feito por meio de pesquisas, sendo mais de 3 mil donos de gatos entrevistados por Finka e sua equipe. Desse modo, eram realizadas perguntas avaliadoras do comportamento humano, a fim de caracterizar suas personalidades. Procurava-se compreender os níveis de conscienciosidade, extroversão, neuroticismo e agradabilidade, assim como, questões relacionadas à saúde. Foi desse jeitinho que os cientistas conseguiram relacionar nossa personalidade com os comportamentos de nossos humanos.

A Intervenção dos humanos

“A maioria dos donos quer oferecer o melhor tratamento aos seus gatos, e esses resultados destacam uma relação importante entre nossas personalidades e o bem-estar de nossos animais de estimação. Os gatos nem sempre acham que viver como animais de estimação é fácil, e é importante que estejamos cientes de como nosso comportamento pode causar impactos, tanto de maneira positiva quanto negativa”, afirmou Finka.

“Os gatos são nossos mini-eus. Eles são criaturas sencientes fortemente afetadas pelas pessoas ao seu redor. Eles estão intimamente ligados com seus donos e têm um efeito sobre o outro”, disse a pesquisadora de medicina felina, Danielle Gunn-Moore, da Universidade de Edimburgo, que não participou do estudo, à Times.

Entretanto, por mais que tais afirmações tenham bases cientificas, ainda é necessários estudos mais aprofundados, no sentido de melhor compreender o dinamismo de nossas relações com os humanos.

Aurocat, líder suprema da dominação mundial felina.
Venha visitar nossa loja online e nos ajude a financiar nossa conquista.

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...