Fala aí seus humanos, tudo belezinha? Estou aqui gastando minha beleza, pra ver se eu coloco um pouco de juízo nessa cabecinha oca de vocês!!

Em primeiro lugar, alguém me explica o que acontece dentro da massa encefálica humana pra algumas pessoas optarem por não vacinar os seus gatos??

Alguns humanos mais evoluídos entre vocês já perceberam que a ignorância se vence com conhecimento, por isso, estarei compartilhando toda minha sabedoria felina pra ver se vocês tomam jeito e aprendam a cuidar dos seus gatos como eles merecem!!

E primeiro lugar, não mete esse caô de que o seu gatinho só fica dentro de casa e que por isso ele não precisa tomar vacina. Também não vale dizer que não tem dinheiro pra vacinar, porque se você economizar e deixar de comprar besteiras, vai poder investir um pouco mais na saúde e no bem estar do seu animalzinho.

Vacinas Polivalentes

Uma das dúvidas mais comuns com relação a saúde dos gatos é qual é a frequência correta de vacinas. Primeiramente, os gatos devem ser vacinados entre os 60 dias de vida com a Quádrupla Felina (também chamada de V4 ou polivalente). Ela protege contra Rinotraqueite, Calicivirose, Panleucopenia e Clamidiose.

A V4 pode ser administrada em duas ou até três doses, e o intervalo entre cada aplicação deve ser de 30 dias. Então o esquema fica assim:

  • 60 dias de vida: 1ª dose da vacina V4 ou polivalente;
  • 90 dias de vida: 2ª dose da vacina V4 ou polivalente;
  • 120 dias de vida: 3ª dose da vacina V4 ou polivalente.

Felinos não devem ser vacinados antes dos 60 dias de vida, já que os anticorpos passados de mãe para cria podem interferir na eficácia das vacinas, fazendo com que a imunização do gatinho não seja completa.

Existem outras versões dessa vacina polivalente conhecidas como V3, V5, V8 etc – por isso, consulte o médico veterinário para a melhor proteção para o seu bichano.

Vacina Antirrábica

Depois das três doses das vacinas polivalentes, a vacina antirrábica é a última a ser administrada dentro do calendário de vacinação para os gatos filhotes. O ideal é que ela seja aplicada 1 semana depois da aplicação da terceira e última dose de reforço da Quádrupla Felina.

A partir de um ano de idade, o gato deve ser vacinado anualmente com uma dose única de Quádrupla Felina e uma doce de Vacina Antirrábica.

Vermífugo para gatos

Já a vermifugação deve ser iniciada após os 30 dias de vida e repetida após 21 dias, pois é frequente que filhotes tenham vermes. No caso de animais resgatados, a primeira dose deve ser logo após o resgate e a segunda também depois de 21 dias.

Depois do primeiro ciclo de vermifugação, deve ser realizado um exame de fezes em série (3 amostras em dias diferentes), para avaliar se algum verme ou protozoário não foi eliminado e para escolher uma medicação mais adequada para eliminá-los no segundo ciclo.

Recomendá-se que a vermifugação dos gatos seja realizada anualmente.

Reações das vacinas para gatos

Coceiras na cabeça e no rosto, dificuldades respiratórias, vômitos e falta de coordenação são alguns dos sintomas mais frequentes em bichanos com reações às vacinas e, ao notar qualquer um destes sinais no seu gatinho, não hesite em levá-lo para uma clínica veterinária. Sem o pronto-atendimento o gato pode desenvolver complicações que podem ser fatais.

Reações que incluem paralisias localizadas e um andar manco do bichano podem ser causadas em função da maneira com que a vacina felina foi aplicada, e não pelo seu conteúdo. Entretanto, a melhor pedida ao perceber qualquer tipo de comportamento incomum no seu gato após a vacinação é procurar um profissional veterinário.

Por isso humanos abestados, parem de bobeira e mantenha a carteira de vacinação do seus gatinhos em dia!!! Lambeijos da Aurorinha!!!

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...