Por conta da pandemia de coronavírus, a China ainda em fevereiro, proibiu o consumo e o comércio de animais selvagens. A principal suspeita da origem do vírus seria dos mercados exóticos, que fazem a venda desses pets. Parece que a repercussão da medida acabou incentivando ao Ministério de Agricultura da China a retirar cães e gatos da lista de animais comestíveis. Em breve, será feito um anúncio formal.

Por mais que, seja algo cultura, não posso apoiar que comam meus seus semelhantes. Luto pela defesa da causa animal, especialmente dos gatos. Segundo entidades de defesa dos animais do país, cerca de 10 milhões cães são mortos para o consumo todos os anos no país. O governo deve tomar uma decisão final sobre o tema até o dia 8 de maio.

Mais uma vitória para a causa felina e canina. O texto ainda defende que “cães são companheiros do humanos”. Não há nenhuma referência sobre os gatos, mas acredito que seremos reconhecidos, somos tão importantes quantos os cães. Quanto aos animais liberados para o consumo, têm-se: porcos, gado, galinhas, ovelhas, peixes e animais marinhos. Sendo ainda necessário que esses sejam domesticados e criados por humanos. Aos poucos, vamos conseguir extender mais direitos, mas essa foi uma verdadeira vitória para nós.

Aurocat, líder suprema da dominação mundial felina.
Venha visitar nossa loja online e nos ajude a financiar nossa conquista.

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...