Gateiro que é gateiro não perde a oportunidade de falar sobre gatos. E quando alguém começa a falar mal então, a gente vira fera!
É inacreditável que em pleno século XXI muitas pessoas ainda acreditem em tantos mitos e preconceitos envolvendo gatos, e é nosso papel desmentir todas essas injustiças!
Mas pra isso, temos que ter um bom argumento, certo?
Vamos aprender alguns:

i1
As pessoas costumam comparar cães a gatos, o que obviamente dá a vitória ao cão quando o assunto é demonstração de afeto. Gatos são animais mais discretos, e costumam ser carinhosos com os donos em momentos em que se encontram a sós, ou durante o dia a dia. Nós, gateiros, acabamos nos acostumando com a forma deles demonstrarem seu amor por nós, que é bem diferente da dos cães.
Somente quem convive com gatos entende, e sabe que o amor e a lealdade deles vai muito além de um prato de comida.

i2
Dá pra acreditar numa loucura dessas? Pelo fato do gato ser um animal mais resistente fisicamente e também pela sua exímia agilidade, muita gente acaba acreditando nessa bobagem.
O fato dos gatos terem a capacidade de cair na maioria das vezes em pé, mesmo de grandes alturas, também ajudou a espalhar esse mito.
O mais curioso é o número de vidas. Por que 7 e não outro número? Na verdade, isso varia.
Nos países de língua inglesa, por exemplo, são 9 vidas, e não 7.
Os dois números têm um significado místico especial em diversas culturas e religiões. Na cabala, o sete é um dos algarismos de maior potência mágica e o nove não fica atrás, representando a vida e a abundância.

i3
Não é verdade. Muita gente acha que o som do ronronado do gato significa que ele tenha asma. O que não é verdade em hipótese alguma! Gatos até podem realmente ter asma ou bronquite, mas de um tipo completamente diferente do humano.
A Asma em humanos é uma doença alérgica, e não é transmitida por nenhum ser vivo, seja vírus, bactéria ou gato. Mas, como a alergia é disparada por um fator externo, o pêlo do gato ou mesmo de outros animais pode ser irritante. Ao respirar, o asmático inala microfibrilas que fazem parte do pêlo. O organismo, ao perceber a presença de um agente estranho, liga o sistema imunológico. As células de defesa do organismo lançam um ataque ao corpo intruso. Esse ataque é sempre muito mais forte do que a ameaça realmente oferecida. É isso que caracteriza uma reação alérgica. O resultado é a produção de várias substâncias que irritam os brônquios provocando a asma. A reação pode ser disparada também por outros agentes como poeira e perfumes.

i4
Na idade média, acreditava-se que gatos pretos eram bruxas disfarçadas, e também por causa da sua cor, geralmente associada às trevas. Por isso, eles levaram a fama de trazer azar a quem cruzar o seu caminho. Mas essa é uma lenda bastante contraditória, já que no Japão e no Reino Unido, por exemplo, cruzar com um deles é considerado um bom sinal. Pelo menos para os gatos, pode ser mesmo muita sorte: uma pesquisa do Instituto Nacional de Saúde dos EUA sugere que o gene que dá a coloração preta ao animal também seria responsável por torná-lo imune ao vírus do HIV felino. Será?

i5
Muitas vezes. Mas nem sempre!
A queda precisa ser de uma distância mínima de 60 centímetros do chão para que eles consigam se virar a tempo. E se for de uma altura muito grande, mesmo caindo sobre as 4 patas, podem se machucar, e muito!

i6
Depende. Principalmente do costume. Se você acostumar um gato a tomar banho desde filhote, uma hora ele vai aceitar na boa, e quem sabe até gostar. Existem centenas de vídeos por aí de gatos tomando banho tranquilamente. Algumas raças como o maine coon e o turkish van tem mais facilidade em gostar de água.

i7
Mentira total. Gatos são sim territorialistas, mas são também animais sociais, e criam sim laços com seus donos, exatamente como os cachorros. A diferença está só na forma de demonstrar, conforme falamos no item 1.
Quer um bom exemplo?
Em 1952, uma gata persa andou mais de 2.400 quilômetros pelos Estados Unidos até encontrar seus donos, que se mudaram da Califórnia para Oklahoma. Esse tipo de coisa acontece o tempo todo, o que só nos mostra que os gatos amam sim, e muito, seus donos.

Fontes e Pesquisa:
Superinteressante | Superinteressante II

TShirtMelhorMaeTShirtGatoPretoTShirtCrazy

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...