São 2:25 da tarde. O sol no Rio de Janeiro deu uma trégua, mas mesmo assim Jojoca resolveu não arriscar ir pro quintal e queimar suas preciosas patinhas no chão quente.
e1

e2

Enquanto isso, Lola está atrás de mim o tempo todo. Pra onde eu vou com a câmera, ela me segue. Fico chamando ela se Sombra, e ela olha pra mim com essa cara de “e daí? vem brincar! Vem brincar! Diz que sim?”. Até quero tirar uma foto bacana dela, mas a lente da câmera exige que ela esteja a pelo menos meio metro de distância de mim para que eu consiga focaliza-la, o que é completamente impossível.
e3

Depois de algum tempo e muitas fotos embaçadas, Lola resolve me dar um descanso, e deita no chão pra pegar um fresquinho. Finalmente – eu penso. Agora consigo tirar uma foto decente dela.
e4

Mas a felicidade dura pouco, é só o tempo dela perceber que a Marla está ali no banquinho, pra começar a atazaná-la.
e6

lol

e5


Marla resolve então fugir para a tranquilidade da torre mais alta de seu arranhador gigante, para tentar tirar a tão querida soneca da tarde.
e8

Mas…
e7

Mais uma vez não será possível. Jojo quer conversar.
e9

Mas vocês devem estar se perguntando…Cadê o Tyler, aquele gato gordo safado?
Bom…Depois de procurar um pouco, finalmente o encontro em seu esconderijo favorito: a pilha com os nossos móveis reformados, que estão esperando nossa casa nova ficar pronta pra serem estreados.
e10

O favorito do Tyler é essa cadeira, anatomicamente perfeita para acomodar seu corpinho redondo. Observem como ele encaixa direitinho nela.
E11

Contrariando os planos de esperar pela casa nova, e claro, a certeza de ter logo a minha linda cadeira destruída, resolvo estrear a querida cadeira antes do tempo, colocando-a no quarto, ao lado do arranhador dos gatos, onde ela foi recebida com muito amor e claro, oficializada como a CADEIRA ESPECIAL DO TYLER.
e12

e13

I am the king of the chair!
e14

Lola, de longe, apenas observa o movimento e o novo objeto. Até que de repente, sai correndo e se joga em cima do Tyler, sentando na cadeira ignorando as leis da física de que dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço. Eu, por motivos óbvios, não tive como registrar esse momento. Pois como boa mãe que sou, tive que socorrer o pobre Tyler, que apesar do ataque surpresa, se recusava a sair da cadeira.
e15

Ele venceu. Claro. Afinal, os gatos sempre vencem por aqui.
e16

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...
  • ana paula souza

    que convivência deliciosa, como irmãos!

  • Lindos demais (os felinos e a canina). E a Jojo é muito pretolícia!

  • Irene Schmidt

    Muita fofura junta…………. Amei!

  • Daniele Borges

    KKKKKkkkkk rido litros… impossível não se conter… e muita lindeza junta meu pai! <3