Dois gatinhos ganharam o coração de dois soldados enquanto estavam servindo no Kuwait.
No momento em que os viram, eles souberam que não podiam deixá-los para trás.
Puff e Tigris nasceram em uma base no Kuwait. A mamãe gata escondeu seus 2 filhotes embaixo de uma construção provisória na base, e não demorou até que os filhotes começassem a andar por lá e a fazerem amizade com os soldados.
O laranjinha Puff e a tricolor Tigris ganharam a afeição de dois soldados americanos que estavam servindo na base.
“Conforme o tempo passava, eu fui me tornando mais e mais apegado aos filhotes, especialmente à pequenina de pelos longos, que eu comecei a chamar carinhosamente de Puff. Ela sempre era bastante cautelosa com todos os outros, meio tímida, mas pareceu se identificar mais comigo. A partir do momento em que eu comecei a pensar em adotá-la e a prestar mais atenção nela, ela pareceu ainda mais apegada a mim, e então eu decidi definitivamente fazer funcionar: eu traria ela pra casa!” – conta o adotante de Puff.
“Ter os gatinhos por perto foi um enorme estabilizador mental. Eu não tinha certeza de que conseguiria levá-la pra casa, mas a cada obstáculo que eu conseguia vencer, tudo parecia ainda mais possível”.

ku4
Os filhotes ofereciam aos soldados companhia, carinho e dava a eles uma sensação de “Lar”, o que é muito importante para soldados se manterem sãos enquanto longe de casa.

“Tigris adora atenção e adora carinho, ele é especialista nisso! Eu honestamente nem tenho como descrever quanta alegria e boas risadas ele nos trouxe durante o tempo que passamos na base. Contei para minha noiva sobre meu novo amigo, e ela não poderia ficar mais feliz em saber que eu tinha alguém para me fazer companhia aqui, e eu não podia concordar mais, Tigris realmente foi enviado por Deus e eu adoraria dar a ele o lar que ele merece!” – conta o outro soldado, adotante de Tigris.

ku2

Com o tempo, os gatinhos viraram as companhias mais próximas dos soldados e eram os responsáveis por levar o conforto e amor que eles precisavam. Os pequeninos sempre conseguiam levar um sorriso ao rosto deles, não importa o quão difícil tenha sido o dia, e pelas dificuldades que viviam passando.
Então, com seu tempo na base se encerrando, era hora de voltar para casa, e eles tomaram a decisão definitiva de levar os gatinhos para casa.

Assim, os soldados moveram mundos e fundos, afinal, transportar um animal de tão longe, em uma situação dessas, não é nada fácil. Com muito esforço, contaram com a ajuda de um voluntário da ONG Nowzad, especializada em resgatar e cuidar de animais abandonados em áreas de guerra, no Afeganistão, e finalmente conseguiram levar seus novos gatinhos em segurança até em casa, nos EUA, em Abril de 2015, onde hoje vivem felizes em seus novos lares cheios de amor.

ku1  ku3  ku5 ku6 ku7 ku8
Fotos: Nowzad

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...