Num país onde ninguém escapa de serviços privados, parece que o jeito é se prevenir pagando pelo o que deveria ser dado pelo governo. O novo investimento dos brasileiros tem sido o plano de saúde para cães e gatos, com planos de preços variáveis, pensados para oferecer maior proteção e segurança para seu melhor amigo.

Os convênios funcionam da mesma forma que os dos donos dos bichos, com redes credenciadas e coberturas específicas para cada bolso. A recém inaugurada Health for Pet, por exemplo, cobre consultas, tomógrafos, ressonâncias, tratamentos oncológicos e ortopédicos e UTIs veterinárias, com planos que variam entre R$ 54 e R$ 151 por mês.

pet

Já a PetPlan, em operação há cerca de um ano, tem cobertura nacional em mais de 50 unidades, por enquanto somente para cães, com a promessa de que gatos poderão aderir aos planos em breve. Os planos variam, por exemplo, entre R$ 60 e R$ 130 numa simulação feita para uma cadela SRD de quase cinco anos, com peso superior a 11 quilos, dados necessários durante a solicitação dos valores.

Sites como Submarino e Americanas também já oferecem planos de saúde para pets.

Considerando o preço que se paga individualmente por cada consulta ou procedimento, em especial durante emergências, pode valer a pena fazer um plano e se assegurar de que seu bicho de estimação será atendido a hora que for, sem passar sufoco, principalmente se o animal é daqueles com saúde mais frágil e requer maior atenção e cuidados médicos.

O nicho pet tem crescido há alguns anos e continua em expansão. Só para ter uma ideia, o Brasil está entre os maiores mercados pet do mundo, faturando cerca de R$ 18,7 bilhões por ano, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Segundo o Instituto Pet Brasil (IPB), os seguros de saúde, em termos de negócios, surgiram para profissionais da área fidelizarem seus clientes.

pet2 pet3 pet4

Via: Hypeness
Fotos: Reprodução/Dog Wills, Libertycrier, Pet Plan

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...