Ryan Mott tinha 8 anos quando foi diagnosticado com um raro e agressivo câncer no cérebro, chamado DIPG, que é inoperável e incurável.
O menino sempre teve o sonho de ter um gatinho, mas por causa de sua doença, o sonho sempre foi sendo adiado, até que finalmente na última semana Ryan conseguiu realizar seu grande sonho.
O menino foi com a família até um abrigo, e uma gatinha escaminha de 2 meses imediatamente se interessou por ele, e os dois tiveram uma verdadeira conexão.
Sadie, a gatinha, correu para o colo de Ryan e lá se aninhou, ronronando alto de felicidade.
“Ela começou a dar beijinhos nele, como se dissesse ‘Você é meu humano‘”, contou um voluntário do abrigo.
Os dois agora são inseparáveis! “É uma verdadeira terapia para Ryan, eles se amam!”, conta Michelle, mãe de Ryan. “Sadie simplesmente fica deitada no peito dele o dia inteiro! Ela sempre dorme lá, com ele.”

Que os dois sejam muito felizes juntos!
sa1 sa2 sa3 sa4 sa5

Fotos: Michelle Calvin Mott

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...