A maioria dos animais mais velhos que buscam um novo lar nunca são adotados e passam seus últimos dias em abrigos para animais. Esse seria o destino do gatinho Tigger, que foi abandonado aos 21 anos por sua família. Mas, por sorte, sua vida se encontrou com a de Adriene Nicole.

Ela viu a história de Tigger na internet e decidiu adotá-lo como um amigo peludo para seu outro gato, Stuart, de seis anos. Porém, não demorou para que Adriene descobrisse que o novo mascote sofria de falência dos rins e tinha um tumor do tamanho de uma bola de golfe. Foi aí que ela e o namorado decidiram criar uma lista de aventuras para realizar com Tigger, que adora passear na rua e, principalmente, na praia.

A parte mais importante é que a história de Tigger mostra quão incrível é adotar um mascote geriátrico e oferecer a eles os melhores últimos dias! Ele mudou para sempre nossos corações e esperamos que também mude os corações de outros na hora de adotar animais mais velhos“, escreveu ela na página do Facebook dedicada ao gato.

v10 v9 v8 v7 v6 v5 v4 v3 v2 v1
Via: Hypeness

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...
  • Que fofo, gente! Não teria problemas em adotar gatos mais velhos, apesar da minha família ter. Amor não tem idade <3

  • Helô Castro Dias

    Não me importaria de adotar um gatinho velho e doente. O único problema é o que eu estou sentindo agora. Tristeza. Tristeza em saber que logo, logo ele ira morrer. Só em pensar nisso meus olhos já marejaram, pois me apego muito rápido a gatos.

  • Niva

    anjos ajudando anjos, lindo de ler e ver essas histórias.

  • hernane

    Que tristeza! Me lembra um gato que tinha que morreu envenenado do meu lado, eu não podendo fazer nada, só acariciando… como alguém tem coragem de abandonar um animal velho, doente e indefeso? Que sorte que ele encontrou esse casal gente fina.

  • Jaqueline Fernanda Postal

    Eu me pergunto todos os dias: Será que essas pessoas pagarão de alguma forma o mau que fazem?

    • Eu posso te responder, querida.

      Você sabe como é difícil educar filhos, mesmo se esforçando, não sabe?

      Imagina educar filhos sendo péssimo exemplo?

      Bem, a conclusão é óbvia, não é mesmo? quando temos péssimos exemplos, é um milagre se os filhos cresçam e se tornem pessoas decentes. O maior provável é que se tornem tão pulhas quanto os pais.

      Agora, o que as famílias que abandonam seus animais “de estimação” ensinam aos filhos?

      Que enquanto quem vive com a gente não dá trabalho, “for útil” a gente fica ao lado dela.

      Mas quando ficam velhos, feios, fracos e doentes, tudo bem a gente jogar fora. Porque dão muita despesa, muito trabalho.

      Mesmo que sejam nossos próprios pais.

      Eu sei que nem todo idoso abandonado deve ter sido péssimo pai. Como eu disse, é difícil educar direito mesmo que a gente se esforce. Mas eu não acredito que todo esses idosos abandonados tenham criado os filhos direito.

      É como plantar trigo, as vezes aparece joio. Mas se tentamos plantar joio, não nasce porcaria alguma, e menos ainda vai nascer trigo.

  • Daine Fudal

    Meu cachorro tem 16 anos.. ele é da família do meu marido e ja morou em várias casas e cidades, o pessoal foi se mudando, levando ele onde dava e no fim ele veio parar conosco.. foi a melhor coisa que aconteceu pras nossas vidas.. ele é velhinho, tratamos como se fosse o nosso avô. . Ele é teimoso, faz xixi onde não deve, dorme horas e horas, come até estufar. . Mas é um amor e nos ensinou a amar os velhinhos como ele, a ter paciência, a pensar nos outros animais como ele.. temos muita sorte em ter ele em nossas vidas 😉