A doença renal de felinos é muito comum na rotina clínica, seja ela aguda ou crônica e, às vezes há dificuldades em identificar os sintomas, então, vamos falar sobre as causas e sinais que da doença renal em gatos.

Os gatos idosos geralmente não são tão ativos quanto os jovens e, geralmente, essa inatividade é associada ao processo de envelhecimento. Por isso, quando o proprietário percebe esse comportamento, ficam despreocupados e acabam não procurando atenção veterinária. Este é um dos motivos pelos quais os felinos, mesmo estando aparentemente saudáveis, devem passar por uma consulta anual, em que são feitos vários exames como aferição de pressão, exames de urina e sanguíneos (incluindo o perfil bioquímico).

old-cat

A insuficiência renal aguda (IRA) ocorre devido a perda súbita de uma ou mais funções renais e pode ser causada por isquemias ou induzidas por agentes tóxicos – neste caso, o quadro pode ser reversível. Já na doença renal crônica (DRC), as lesões nos néfrons geralmente são irreversíveis, independente da causa. As lesões podem vir de um período de semanas, meses ou anos e é uma das maiores causas de óbito em gatos.

A insuficiência renal aparece quando já houve a perda de 70% da função dos rins e as principais causas da IRA são: desidratação, hemorragia, diminuição de pressão, anestesia profunda, sepse, choque, hipertermia, hipotermia, queimaduras, trauma, trombose vascular renal e reações em transfusões sanguíneas.

Já a DRC pode ser idiopática (sem uma causa definida) ou ter as seguintes causas: doenças imunológicas, amiloidose, neoplasia, gentes nefrotóxicos, isquemia renal, causas inflamatórias e infecciosas, doenças congênitas e hereditárias, obstrução do fluxo urinário.

Os sinais clínicos da IRA são frequentemente inespecíficos e incluem letargia, depressão, anorexia, vômito, diarréia e desidratação, ocasionalmente hálito urêmico ou úlceras orais e

urina pouco concentrada. Diferente da IRA, a DRC se desenvolve ao longo de um período de meses ou anos e seus sintomas muitas vezes são relativamente leves para o grau de acometimento dos rins. Dentre os sinais específicos tem perda de peso, aumento da sede, aumento do volume de urina, anemia e rins diminuídos e irregular.

Para diagnosticar e determinar o estágio da doença, é preciso, além do exame físico, solicitar exames complementares como exame de sangue (hemograma e bioquímica), exame de urina (EAS e relação proteína/creatinina urinária) e para diferenciar o IRA da DRC a ultrassonografia abdominal.

Os diferentes tratamentos tem como objetivos: identificar e corrigir o processo patológico primário, monitorar e diminuir a progressão da doença e aliviar os sintomas do paciente.

 

Este é um texto explicativo, mas nada irá substituir a consulta com o médico veterinário!

Você sabe por que é importante incentivar o consumo de água para do seu gato?

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...