Existem pessoas que amam gatos, mas são alérgicas a eles ou têm alguém na casa que é alérgico e isso impede que elas tenham um pet. A boa notícia é que é possível tornar-se tolerante à essa alergia com o tempo. Existem inclusive algumas formas de administrar a alergia para que ela não seja tão incômoda e prejudicial.

Curiosamente, não é o pelo que causa a alergia, mas pequenos flocos de pele que ficam grudados ao pelo. Por isso, gatos que não têm pelos como os da raça Sphynx não podem ser considerado totalmente hipoalergênicos. Também é possível ser alérgico a saliva do gato ou até mesmo a urina.

alergia 2

Algumas pesquisas apontam para o fato de que crianças que crescem com animais têm menos chances de serem alérgicas.

Mas, vamos ao que interessa, as dicas:

  • Considere fazer do quarto da pessoa alérgica um cômodo em que o gato não tem acesso
  • Use um bom purificador de ar
  • Não use carpete ou tapetes
  • Use cortinas, preferencialmente, de materiais que não sejam tecido
  • Mantenha a casa sempre limpa
  • Lavar as mãos após brincar com o gato ajuda a pessoa alérgica
  • Use ração antinflamatória, balanceada e apropriada para a raça do gato (reduzir o potencial alergênico da ração reduz o potencial alergênico da saliva do gato)
  • Dê banho no seu gato com frequência usando xampu especial

 

É totalmente possível conviver com um gato mesmo tendo alergia. É só tomar as medidas corretas. Converse com seu médico alergista e com veterinários, mas nunca, em hipótese alguma, abandone seu gatinho!

 

Vimos no The Huffington post

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...