Uma amizade improvável começou em um posto de gasolina, em Nevada (EUA), entre um motociclista e um gato.
Pat Doody estava viajando de moto pelo país, indo da California para New Jersey, quando parou para abastecer em Nevada. Lá, encontrou um gatinho amarelinho abandonado e com queimaduras graves pelo corpo.
Pat não conseguiu deixar o gatinho ali, naquelas condições, e o adotou, carregando-o consigo na longa viagem que ainda tinha pela frente.
Durante todo o percurso, Party Cat, como foi batizado, ficou quietinho dentro do colete do motoqueiro, e durante as paradas, ficava em seu ombro como um papagaio de pirata. Party Cat ficou famoso e era a sensação por onde passava, ganhando muito carinho.
Durante a viagem, Party Cat ganhou bastante atum e com todo o carinho e atenção que recebeu, melhorou rapidinho. Hoje, já quase completamente recuperado das queimaduras, é o xodó de Pat Doody: “Ele já está ótimo das queimaduras, exceto por um ponto no lábio. Nunca vi um gato tão calmo como ele, que simplesmente ficava acomodado dentro do meu colete durante toda a viagem”.

Pat é um exemplo de como a generosidade e a vontade de ajudar podem realmente mudar o mundo.
Pelo menos o mundo daquele gato.

moto1

moto2

moto3

moto4

moto5

moto6

moto7

moto8

moto9

Fonte: Revzilla | Fotos: Pat Doody

    ban11  ban22  ban33

Avalie essa notícia:

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Loading...
  • Tiago

    Muito foda!

  • Lisete

    Lindo, se todos fizessem isso, quando se deparassem com animais em perigo, precisando de ajuda, o mundo seria mesmo, bem melhor…